Bebê recebe alta após dois meses de internação no Hospital Regional da Transamazônica

A última sexta-feira (12), foi de muita alegria na ala pediátrica do Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, com a alta hospitalar da pequena Liss Araujo, de apenas dois meses de vida.

A bebê deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Regional no último dia 2 de junho, um dia após seu nascimento, com um quadro grave de septicemia precoce, uma condição de resposta exagerada a uma infecção no corpo, e meningite bacteriana. A unidade, que pertence ao Governo do Estado, atua como referência para mais de 500 mil pessoas nos nove municípios da região do Xingu.

“O quadro dela era grave e enfrentamos complicações, como a hidrocefalia. A paciente passou por cirurgia e, com calma e muita dedicação de toda a equipe, tivemos ótimos resultados”, destaca o médico pediatra Sebastião Júnior, que acompanhou o caso. Durante o período em que ficou internada no HRPT, Liss passou pela UTI Pediátrica e enfermaria, recebendo apoio de toda a equipe multiprofissional da unidade.

Hoje, no colo da mãe, que foi uma grande companheira durante o período de internação e não escondeu a alegria ao receber a notícia da alta, ela deixou a unidade para retornar à Novo Progresso, onde mora, para seguir com o tratamento ambulatorial.

O Regional Público da Transamazônica é gerenciado pela Pró-Saúde e o único hospital na região do Xingu que possui cinco leitos de Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal, cinco de UTI Infantil e quatro de berçário de alto risco.

“Hoje é um dia muito feliz para todos nós que atuamos no Regional. Cada profissional colabora de alguma forma para prestarmos uma assistência qualificada, eficiente e, principalmente, humanizada aos nossos pacientes. Seguiremos desempenhando nosso papel para que mais pessoas retornem com saúde para seus lares”, enfatiza Edson Primo, diretor Hospital do Regional.