Treinamentos e capacitações contribuem para melhoria contínua no Regional da Transamazônica

Unidade adota diversas estratégias para manter seus colaboradores, de diversas as áreas de atuação, atualizados e engajados

A oferta de treinamentos em uma instituição possibilita que os colaboradores adquiram conhecimento e possam desenvolver suas habilidades para desempenhar melhor as tarefas no dia a dia.

Compor uma equipe altamente qualificada requer dedicação e a criação de um plano de aprimoramento contínuo. É o que acontece no Hospital Regional Público da Transamazônica, unidade que pertence ao Governo do Pará e é gerenciada pela Pró-Saúde em Altamira, sudoeste do Estado.

O Núcleo de Educação Permanente (NEP) da unidade é responsável pela promoção e qualificação dos profissionais, associadas às competências do Plano de Desenvolvimento Individual (PDI), que tem como foco o resultado e gestão de pessoas.

No ano passado, foram realizadas mais de 36 mil horas de treinamentos voltados para os colaboradores da assistência, setor administrativo e de apoio. Esses treinamentos, depois de realizados, possuem uma Ficha de Reação, onde é possível que o colaborador possa avaliar a metodologia e o facilitador responsável pela capacitação.

De acordo com Shayne Pinheiro, coordenadora do NEP, investir na aprendizagem é, também, uma maneira de reter talentos e valorizar os profissionais. “Esses fatores influenciam na melhoria do ambiente de trabalho e no aumento da motivação e produtividade dos colaboradores”, afirma a gestora.

Um dos treinamentos de destaque, com diversas avaliações positivas, foi o Curso da Língua Brasileira de Sinais (Libras), realizado em setembro de 2021. A capacitação teve como objetivo melhorar o atendimento a pessoas com deficiência auditiva na unidade.

“Assim, avançamos na promoção de uma saúde segura, de qualidade e acessibilidade aos nossos pacientes e acompanhantes”, explica Lucas Souza, assistente de Treinamento e Desenvolvimento do HRPT.

Destaques em treinamentos

Anualmente, o NEP realiza o evento “Destaques em Treinamentos”, reconhecimento que atesta a dedicação dos colaboradores. Os critérios avaliativos envolvem interação, carga horária e participação em capacitações.

Pela segunda vez, o agente de portaria, Marcos Lima, foi um dos dez colaboradores selecionado para receber o reconhecimento. “Isso só prova que estou no caminho certo e que a dedicação do meu trabalho contribui para o melhor atendimento dos nossos pacientes e acompanhantes”, celebra Marcos.

O Hospital Regional Público da Transamazônica presta atendimento humanizado e de qualidade, em média e alta complexidades por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), no interior do Estado.

A unidade, que é referência para os habitantes dos nove municípios que fazem parte da Região do Xingu, possui a certificação ONA 3 – Acreditado com Excelência. Trata-se do mais alto nível de qualidade concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), uma das mais respeitadas do mercado de saúde no Brasil.