Hospital Regional de Altamira promove treinamento sobre lesão de pele e feridas para equipe assistencial

Com a proposta de aperfeiçoar os colaboradores e os profissionais da saúde da região da Transamazônica/Xingu, o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT) promove nos dias 24 e 25/01, no auditório da unidade, o “Treinamento de Prevenção e Tratamento de Lesões e Feridas” para profissionais da área assistencial. O evento ocorrerá das 8h às 18h, tendo uma carga horária de 16 horas.

O treinamento será ministrado pela mestra em Enfermagem, Liliana Maria Fernandes Leal, da Universidade de Campinas (SP). Na metodologia estão previstas aulas expositivas e simulações práticas. Também será feita abordagem sobre a técnica de desbridamento. Além dos colaboradores do HRPT, serão abertas dez vagas para profissionais do município de Altamira.

De acordo com a diretora de Enfermagem, Luciane Madruga, o curso objetiva capacitar os profissionais que possuem contato direto com os pacientes, preparando-os para cuidarem de forma correta e segura. “Com a assistência correta, há redução de reincidência de internação por conta de um curativo ou tratamento malconduzido. Por isso, é fundamental, prepararmos nossos profissionais, para oferecermos o melhor”, comentou.

Ainda segundo a diretora Luciane Madruga, o programa de “Educação Continuada” no HRPT é um diferencial, uma vez que é realizada de forma contínua, a capacitação dos profissionais que atuam na instituição. “Uma equipe capacitada presta uma assistência mais segura, promovendo um melhor atendimento. A nossa intenção, é cada vez mais, ofertar uma assistência mais humanizada aos nossos pacientes”, explica a diretora. O HRPT é administrado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Inscrições

Para participar do treinamento é necessário fazer a inscrição no Núcleo de Educação Permanente (NEP).  O enfermeiro do Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP), Daniel Henrique, foi um dos primeiros profissionais a garantir sua vaga. “Espero aprofundar o conhecimento sobre a técnica de desbridamento e aprimorar o domínio e a classificação das úlceras”, comenta o colaborador.

Quem também já fez sua inscrição foi a enfermeira da Unidade de Terapia Intensiva adulto, Loreane Côrrea. “A qualificação contínua agrega tanto para a instituição quanto para o colaborador na execução do procedimento de maneira correta e segura. E ainda enriquece o currículo do profissional. Será a oportunidade de aprimorar meus conhecimentos e, assim, prestar uma melhor assistência aos nossos usuários, sempre evitando e prevenindo as lesões por pressão”, destaca.