Hospital Regional Público da Transamazônica

HRPT

Inaugurado em dezembro de 2006, o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, na região sudoeste do Pará, foi idealizado e concebido para prestar atendimento humanizado e de qualidade, em média e alta complexidades ao usuário referenciado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no interior do Estado, sendo esta sua missão até os dias de hoje.

A unidade é referência para aproximadamente 500.000 mil habitantes dos nove municípios que fazem parte da Região de Integração do Xingu (Altamira, Anapu, Brasil Novo, Medicilândia, Pacajá, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Uruará, Vitória do Xingu). Uma unidade de retaguarda, com atendimento de urgência e emergência e a única a possuir serviço de Hemodiálise. Com quase dez anos de existência, o HRPT, já realizou um quantitativo expressivo de atendimentos. Para fins de comparação, seria como se toda a população da região tivesse sido atendida pelo menos quatro vezes na unidade nesse período.

Pertencente ao Governo do Estado, o HRPT é administrado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde (SESPA), uma parceria comprovadamente bem-sucedida, gestão profissional em um hospital 100% público.

Habilitações e certificações/ Prêmios e reconhecimentos

- Hospital Amigo do Meio Ambiente – 2017 e 2015
- Destaque no 42º Congresso Brasileiro de Angiologia e Cirurgia Vascular – 2017
- Hospital livre do mercúrio (Free Mercury)
- Selo Verde
- Hospital Best
- Reconhecimento da Sociedade Brasileira de Nefrologia
- Qualidade na esterilização (3M)
- Hospitais Saudáveis
- Certificação ONA3
- Segundo Revista Exame, o HRPT está entre os 10 melhores hospitais públicos do Brasil

Missão

Prestar assistência hospitalar humanizada com qualidade, em média e alta complexidades ao usuário referenciado pelo Sistema Único de Saúde.

Visão

Ser reconhecido pela excelência dos serviços prestados.

Princípios de atendimento

Qualidade

Compromisso com a busca da excelência e a melhoria continua.

Humanização

Respeito às diferenças e as singularidades das pessoas.

Profissionalismo

Competência técnica e responsabilidade pessoal para atingir os objetivos definidos.

Ética

Transparência e respeito em todas as relações e sigilo profissional.

Alto índice de satisfação do paciente

A taxa de “satisfação do usuário interno” (paciente internado) cresce a cada ano, desde 2010. Naquele ano, 92,91% dos pacientes internados disseram que estavam satisfeitos com os serviços do hospital; em 2012 subiu para 98,2% e em 2013 chegou a 98,8%, atingindo, em 2015, 99,1%.

Em 2014, o hospital passou a oferecer novos serviços aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS): Mastologia, Endocrinologia, Ressonância Magnética. As novas especialidades melhoraram ainda mais o atendimento e a oferta de serviços à população de Altamira e de mais oito municípios da Região do Xingu.

A ampliação desses serviços decorreu de um estudo de demanda que revelou, entre as principais necessidades da população, atendimento em Neurocirurgia e Cirurgia Pediátrica.

Foi implantado o Núcleo Interno de Regulação (NIR) e ampliada à capacidade de atendimento nas áreas de Neurocirurgia e Cirurgia Pediátrica.

Em 2015, o HRPT iniciou o atendimento na área da oncologia. O Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), disponibilizou recursos para contratação de um médico oncologista. É mais um hospital público a atuar nessa área fora da capital.

O Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT) está localizado em Altamira, no sudoeste do Pará. Um município considerado o maior do Brasil em extensão territorial e o 5º no mundo. A Cidade fica às margens do Rio Xingu e é cortada, no sentido leste-oeste pela rodovia BR-230, a Transamazônica. Altamira é uma cidade pólo, há cerca de 800 km da capital, Belém, e tem como uma de suas características reunir, em um só lugar, pessoas de todo o país, dezenas de etnias indígenas e belas paisagens naturais.

Na região do Xingu, o HRPT é a única unidade hospitalar a possuir um serviço de Hemodiálise com 21 máquinas.

A equipe do HRPT conta com uma equipe de 548 colaboradores, além de 38 terceirizados e 78 médicos

Especialidades atendidas

Serviços de diagnósticos

Número de leitos

O HRPT possui 97 leitos sendo:

 
 

Há ainda um Centro Cirúrgico com 4 salas. O Ambulatório com 5 consultórios e o Pronto-Socorro com 11 leitos.

Atendimentos


O Hospital Regional Público da Transamazônica realizou em 2017:

364498

Atendimentos

3749

Internações

261436

Exames

4256

Cirurgias

Prêmios e certificações

  • Hospital livre do mercúrio (Free Mercury);
  • Comenda Honorífica da Câmara de Vereadores;
  • Selo verde;
  • Hospital Best;
  • Reconhecimento da Sociedade Brasileira de Nefrologia;
  • Qualidade na esterilização (3M);
  • Hospitais Saudáveis;
  • ONA 1;
  • ONA2;
  • ONA3.

Organização Nacional de Acreditação – ONA

O Hospital Regional de Altamira recebeu sua primeira certificação da Organização Nacional de Acreditação (ONA) em 2010 quando obteve a certificação ONA 1 – Acreditado, após processo avaliativo dos auditores credenciados junto à Organização. Em 2012, a unidade recebeu a certificação ONA 2 – Acreditado Pleno. Em abril de 2016, a certificação ONA 3 – Acreditado com Excelência, que caracteriza a maturidade na qualidade do serviço. Na avaliação dos auditores, as certificações são concedidas somente às unidades hospitalares que atendem a criteriosos processos de segurança do paciente, do colaborador e de gestão integrada.

Programas e Projetos

Programa de Qualificação e Capacitação Profissional
O HRPT oferece aos seus colaboradores, de forma contínua, o programa de qualificação e capa citação profissional, no qual são promovidos mensalmente, treinamentos, palestras e capacitações variadas. Com esse programa de educação continuada, os trabalhadores da unidade recebem atualização profissional e assim podem, de forma orientada, exercer com segurança a sua função.
Projeto Dê Asas a Sua Imaginação
Com o objetivo de incentivar o colaborador a participação no processo de construção da gestão da instituição, o estímulo à inteligência criativa e o aculturamento de boas práticas, o projeto busca aproveitar as boas idéias e sugestões dos colaboradores para melhorar o ambiente de trabalho, utilizando sugestões inovadoras e viáveis, podendo assim o colaborador participar ativamente das rotinas dentro do HRPT.
Colaboradores Destaques do Ano
Um projeto criado em 2014 que objetiva reconhecer e premiar os profissionais comprometidos com a unidade e que têm seu trabalho elogiado por colegas, gestores e pacientes. Na edição de 2015 o projeto contou com a participação do corpo clínico do hospital. A seleção dos colaboradores destaques ocorre com base em cinco critérios, sendo eles: possuir mais de um ano de hospital, não possuir medida disciplinar (advertência e/ou suspensão), não possuir reclamações no Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), não possuir faltas e possuir elogios junto ao SAU.
Dia de Talentos
O projeto proporciona o reconhecimento e a valorização do colaborador, em cada área específica do HRPT, que, no Dia de Talentos, representa a instituição apresentando os procedimentos da sua rotina de trabalho aos candidatos que pleiteiam uma vaga na unidade hospitalar. Nessa demonstração, o colaborador tem seu desempenho avaliado e suas habilidades reconhecidas pelos coordenadores de área, diretores e a comunidade em geral.
Promovidos – Mudança de Função
Mudança de função (simples ou por processo seletivo) e sucessão ocorrerem tendo como base para análise da Avaliação de Desempenho de experiência ou anual (até 12 meses anteriores) e o histórico funcional. Esse projeto também inclui a análise de compatibilidade dos pré-requisitos do colaborador e da vaga. O mínimo de tempo exigido pela entidade é que o colaborador tenha pelo menos 3 meses de permanência no cargo atual na condição de contrato por tempo indeterminado. Em 2015, 25 colaboradores foram promovidos com mudança de função e aumento da remuneração salarial.
Música no HRPT
O Projeto Musicoterapia consiste em promover melhorias na qualidade de vida do usuário internado. Com esta ação, a unidade promove o bem-estar do paciente, por meio da oferta de momentos de prazer e leveza. A ação ocorre uma vez na semana, dentro da proposta de humanização no ambiente hospitalar. Um estímulo à busca pela cura, minimizando os efeitos negativos da hospitalização.
Visita Domiciliar
O projeto Visita Domiciliar consiste em ir ao encontro do colaborador, afastado por auxílio doença pelo INSS, em sua residência. Nessa visita, devidamente agendada com o colaborador pela equipe multiprofissional, é feita uma análise da situação de saúde do mesmo, verificando a necessidade de acompanhamento médico, o uso correto de medicação e uma análise geral de saúde do mesmo. Caso seja identificada demanda de avaliação e ou acompanhamentos complementares (consultas com especialistas, exames, acompanhamento com profissionais de saúde) o colaborador receberá as orientações necessárias. Esse projeto visa, sobretudo, assegurar o vínculo de respeito e reciprocidade entre o colaborador e a instituição, possibilitando sua melhora e conseqüente retorno às suas atividades normais.