Segurança do Paciente é tema de festa julina no Hospital Regional Público da Transamazônica

O arraiá foi realizada seguindo todas as regras de proteção e distanciamento contra a Covid-19.

De 13 a 15 de julho, o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), unidade gerenciada pela Pró-Saúde em Altamira, promoveu o “I Arraiá da Segurança do Paciente”. O objetivo da ação foi reforçar as Seis Metas Internacionais de Segurança do Paciente, criadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e orientar os colaboradores da unidade sobre o descarte correto de resíduos hospitalares.

O festejo foi realizado seguindo todas as regras de proteção e distanciamento contra o novo coronavírus (Covid-19) e, durante os três dias, os trabalhadores participaram de diversas brincadeiras com o tema da festa, como pescaria, argolas e roleta. As atividades, além de entreter, traziam informações importantes sobre segurança do paciente.

De acordo com Rayanne Lopes, enfermeira do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do HRPT, a ação ocorreu de forma lúdica para dar leveza ao dia a dia dos colaboradores que atuam na assistência. Além disso, a profissional reforça que foram tomados todos os cuidados com o distanciamento entre os trabalhadores durante as atividades.

“Por se tratar de um cenário atípico esse pelo qual estamos passando, tivemos todos os cuidados de higienização e distanciamento. Aproveitamos o tema para trazer um pouco de suavidade à rotina dos profissionais que atuam na unidade e abordar temas relevantes na rotina de trabalho de forma divertida”, explicou Rayanne.

Após o festejo, um sorteio foi realizado para distribuição de brindes, como copos, garrafas e bolos, que foram entregues aos trabalhadores sorteados. A festa julina especial também contou com comidas e doces típicos distribuídos para todos os participantes.

A ação foi realizada em parceria com o SCIH, Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT), Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), Núcleo de Qualidade e Segurança do Paciente (NQSP), Comissão de Prontuários, Coordenação de Enfermagem, Grupo de Trabalho de Humanização (GTH), Serviço de Nutrição e Dietética (SND) e Sustentabilidade.

Sobre a Pró-Saúde

Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.