Importância da saúde dos rins é tema de programação promovida pelo HRPT

Segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia, cerca de 850 milhões de pessoas em todo o mundo possuem algum tipo de doença nos rins. Entre elas, a Doença Renal Crônica (DRC) que tem sido responsável por mais de 2 milhões de mortes por ano. Durante o mês de março, a saúde do rins é tema de campanha internacional e o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, realizou diversas programações de orientações para a comunidade.

Referência no serviço de hemodiálise na região do Xingu, o Hospital que é gerenciado pela Pró-Saúde Associação de Assistência Social e Hospitalar por meio de contrato de gestão com Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), atende atualmente 109 usuários com serviços de hemodiálise e assistência multiprofissional formada por médicos, enfermeiros, nutricionista, assistente social e psicóloga.

Ao longo do mês, a campanha organizada pela equipe do setor de Nefrologia da Unidade, com apoio do Grupo de Trabalho e Humanização (GTH), distribuiu panfletos com informações importantes para a prevenção da doença renal crônica e promoveu palestras sobre o tema para os usuários das Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros Brasília e Premem e os alunos da Faculdade Serra Dourada.

Entre as orientações de cuidado com a saúde dos rins, está a alimentação saudável e o consumo regular de frutas, verduras e água, como explica a nutricionista do Hospital Regional, Viviany Cunha. “É importante que as pessoas tomem cuidado com a alimentação e com os hábitos de vida para evitar ter pressão alta e diabetes, que são as duas doenças que mais acometem o rim e tem mais probabilidade de levar à doença renal. Uma vez já instalada essas doenças, é fundamental fazer o acompanhamento para que elas não progridam”, explica a nutricionista.

Outro fator que influencia nas saúde dos rins é a prática de atividade física, de acordo com o condicionamento físico e faixa etária da pessoa. “As crianças podem fazer exercícios como pular corda, andar de bicicleta, jogar bola. Adultos devem fazer atividades mais intensas como musculação e natação. Já para os idosos são recomendadas a hidroginástica e a caminhada”, aconselha Viviany.

Psicóloga do HRPT, Wania Paula da Costa lida diretamente com os pacientes que apresentam doença renal crônica e fazem tratamento de hemodiálise na Unidade e ressaltou a importância de debater o tema junto da comunidade. “Realizamos essa campanha anualmente para divulgar a importância da prevenção e do acompanhamento junto ao médico, caso a pessoa já tenha diabetes, pressão alta ou que tenha algum parente com esse quadro”, diz Wania.

Enfermeiro responsável pela UBS do Premem, Marcos Lobato Júnior, falou sobre a parceria com o Hospital Regional na promoção de ações que beneficiam a população. “Adicionamos conhecimentos à comunidade, dando informações e orientações importantes para pessoas que muitas vezes são leigas no assunto. Acredito que a comunidade só tem a agradecer. Queremos cada vez mais essa proximidade com o Hospital”, enfatiza.